Antigos Casarões


“Amo esta poesia que vive na alma clara e musical da minha cidade!”

Eurico Alves Boaventura
(do poema A Canção da Cidade Amanhecente)